Princípios ativos: clorofenotiazinilscopina, dipirona sódicaDorscopena
Classe terapêutica dos Analgesicos, Antiespasmodicos Intestinais e Antipireticos
Princípios ativos Clorofenotiazinilscopina e dipirona sódica.

Indicações de Dorscopena

Medicação antiespasmódica e analgésica nos seguintes casos: cólicas e dores espásticas, cólicas renais e uretrais, tenesmos vesicais, espasmos gastrintestinais, nevralgias, artralgias, mialgias, incidências do período pós-operatório.

Efeitos Colaterais de Dorscopena

Alterações hepáticas; o produto pode produzir reações idiossincrásicas caracterizadas por neutropenia e agranulocitose; aconselha-se, pois, nos tratamentos prolongados o controle sangüíneo (hemograma, série branca e vermelha). Podem ocorrer manifestações nervosas, cardiovasculares, gastrintestinais, alterações hepáticas, fenômeno de sensibilização alérgica, midríase e visão turva. Em pacientes sensíveis, o produto pode provocar reações de hipersensibilidade, com manifestações cutâneas do tipo alérgico. Pacientes com história de reação de hipersensibilidade a outras drogas ou substâncias podem constituir um grupo de maior risco e apresentar efeitos colaterais mais intensos, até mesmo choque.

Como Usar (Posologia)

Solução: adultos: 20 gotas (1 ml) 3 vezes por dia; crianças: a metade da dose para adultos ou segundo critério médico; injetável: 1 a 3 ampolas por dia, em aplicação intramuscular, com intervalos de 8 horas de acordo com a orientação médica; comprimidos: 1 a 3 comprimidos ao dia, ou mais, de acordo com a orientação médica.

Contra-Indicações de Dorscopena

Depressão central, afecções cardiovasculares (arteriosclerose cerebral e coronariana), glaucoma, discrasias sangüíneas e história de hipersensibilidade aos componentes da fórmula. Não deve ser administrado a pacientes com intolerância conhecida aos derivados pirazolônicos ou com determinadas doenças metabólicas, como a porfiria ou deficiência congênita de glucose-6-fosfato-desidrogenase. É contra-indicado nos primeiros 3 meses de gravidez e após este período, o produto só deve ser administrado em casos de absoluta necessidade e sob controle médico.

Apresentação

Solução: frascos com 15 ml; injetável: caixas com 5 e 100 ampolas de 3 ml; comprimidos: caixa com 12 comprimidos.

Composição

Solução oral: cada 1 ml (20 gotasaproximadamente) contém: clorofenotiazinilscopina 1,5 mg, dipirona sódica 500 mg, veículo q.s.p. 1 ml. Injetável: cada ampola de 3 ml contém: clorofenotiazinilscopina 1,5 mg, dipirona sódica 1 g, água para injeção q.s.p. 3 ml. Comprimidos: cada comprimido contém: clorofenotiazinilscopina 0,75 mg; dipirona sódica 500 mg; excipiente q.s.p 650 mg.

Laboratório

Ariston Inds. Químs. e Farms. Ltda.

Remédios da mesma Classe Terapêutica

A.a.s., Acetofen, Actiprofen, Agoniada, Algexin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.