Princípios ativos: amilorida, furosemidaDiurisa
Classe terapêutica dos Antihipertensivos e Diureticos
Princípios ativos Amilorida, Cloridrato de Amilorida e Furosemida. Uso oral. venda sob prescrição médica.

Indicações de Diurisa

Edema de qualquer origem: circulatório, renal e hepático. Particularmente indicado nos edemas refratários aos tratamentos habituais e quando o uso prolongado de diurético é indicado.

Efeitos Colaterais de Diurisa

São raríssimas as manifestações colaterais com o uso do DIURISA®. Dificilmente ocorre necessidade de suspensão de seu uso. Entretanto, náuseas, vômitos e distúrbios gastrintestinais podem ocorrer num pequeno número de pacientes. Nem toxidade renal ou hepática, nem discrasias sangüíneas foram associadas ao uso de amilorida ou furosemida.

Como Usar (Posologia)

1 comprimido uma a três vezes ao dia. Dependendo do critério médico, a administração poderá ser feita em dias alternados.

Contra-Indicações de Diurisa

O produto é contra indicado: no primeiro trimestre de gravidez, Insuficiência renal com anúria, Coma hepático, distúrbios graves do equilíbrio eletrolítico.

Modo de Uso (Posologia) de Diurisa

1 comprimido uma a três vezes ao dia. Dependendo do critério médico, a administração poderá ser feita em dias alternados.

Ação Esperada do Medicamento

DIURISA® atua inibindo o transporte ativo de cloro na porção espessa da alça de Henle e desta maneira, promovendo um aumento na eliminação de água e sódio pelo rim.

Características

Modo de ação
DIURISA® é uma associação de um diurético de grande potência natriurética e caliurética, Furosemida, com outro de pequena ação natriurética e com capacidade de poupar potássio ao nível do túbulo distal, a Amilorida, impedindo a troca de potássio e íons hidrogênio por sódio, a amilorida além de prevenir o aparecimento da hipocalemia, ainda corrige a alcalose metabólica, principalmente a que decorre da perda urinária de potássio provocada quer por hiperaldosteronismo, quer por uso de diuréticos com intensa ação natriurética. A amilorida não tem efeito depressor sobre a filtração glomerular, o que permite seu emprego em indivíduos com funçao renal diminuída. Esta associação, pois aproxima-se da ideal.

A Furosemida é derivada do ácido antranílico, cuja fórmula é:
e Cloridrato de Amilorida que é pirazinoilguanidina cuja fórmula é:

Composição

Cada comprimido contém:
Furosemida 40 mg
Cloridrato de amilorida crist. 10 mg
Excipientes q.s.p. 1 comprimido
Excipientes: lactose, estearato de magnésio, laurilsulfato de sódio, talco, amido.

Contra-indicações e Precauções

O uso deste medicamento é contra-indicado: no primeiro trimestre de gravidez, insuficiência renal com anúria, coma hepático, distúrbios graves do equilíbrio eletrolítico.

Em pacientes com função renal precária a administração de DIURISA® deve ser feita sob controle, pois, poderá haver elevação dos níveis plasmáticos de potássio.

Durante o tratamento com DIURISA® aconselha-se alimentação rica em verduras e frutas (especialmente frutas cítricas, bananas, suco de tomate, melão, etc.). Informe ao seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento.

NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE.

Cuidados de Administração

Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Cuidados de Armazenamento

Conserve em lugar fresco e ao abrigo da umidade.

Forma Farmacêutica e Apresentação

Comprimidos – embalagem com 20 comprimidos

Gravidez e Lactação

Informe ao médico ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informe ao seu médico se está amamentando.

Interações Medicamentosas

A furosemida inibe a atividade dos anticoagulantes orais devendo os doentes em uso destes medicamentos efetuar provas de coagulação periódica. A toxidade digitálica pode ser aumentada assim como pode precipitar o aparecimento de anitúrias em pacientes portadores de isquemia cardíaca. A furosemida, em função de diminuir a resposta das artérias as aminas depressoras, deve ser descontinuada com uma semana de antecedência em pacientes que irão submeter-se a uma cirurgia.

Em pacientes sob tratamento com lítio a administração de diuréticos somente será feita com cuidado porque podem reduzir a excreção de lítio, aumentando seus níveis séricos. A probenecida inibe a secreção da furosemida, em qualquer concentração plasmática. A nefrotoxidade produzida pela cefaloridina é acentuada pela furosemida e deve-se ser prudente ao usar qualquer cefalosporina juntamente com furosemida.

Interrupção do Tratamento

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Prazo de Validade

Desde de que observados os devidos cuidados de conservação, o prazo de validade do produto é de 48 meses, contados a partir da data de fabricação impressa em sua embalagem externa.

Precauções e Advertências

Em pacientes com função renal precária a administração de DIURISA® deve ser feita sob controle, pois, poderá haver elevação dos níveis plasmáticos de potássio.

Superdosagem

Sintomas de superdosagem inclue desidratação, redução do volume do sangue, hipotensão, distúrbios no equilíbrio eletrolítico, hipotasemia. como não existe antídoto específico, o tratamento é de suporte, repor o líquido e eletrolítico perdido. determinar com freqüência: o teor de eletrolíticos e o nível de dióxido de carbono no soro e pressão sangüínea.

Laboratório

Eurofarma Labs. Ltda.

Remédios da mesma Classe Terapêutica

Adalat, Adalat Oros, Aldactone, Aldazida 50, Aldomet

Remédios que contém o mesmo Princípio Ativo

Amiretic, Ancloric, Diupress, Diurana, Diurex

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.