Princípios ativos: betametasona, gentamicina

Antibióticos – Receituário simples em duas vias

Diprogenta
Classe terapêutica dos Antibioticos Topicos e Corticosteroides Topicos
Princípios ativos Dipropionato de Betametasona e Sulfato de Gentamicina.

Indicações de Diprogenta

DIPROGENTA Creme ou Pomada está indicado para o alívio de manifestações inflamatórias das dermatoses sensíveis aos corticosteróides e quando complicadas por infecção secundária causada por microorganismos sensíveis à gentamicina, ou quando houver suspeita de tais infecções. Estes distúrbios incluem: psoríase, dermatite de contato (dermatite venenata), dermatite atópica (eczema infantil, dermatite alérgica), neurodermatite (líquen simples crônico), líquen plano, eczema (inclusive eczema numular, eczema das mãos, dermatite eczematosa), intertrigo, desidrose (pompholyx), dermatite seborréica, dermatite esfoliativa, dermatite solar, dermatite de estase e pruridos anogenital e senil.

Efeitos Colaterais de Diprogenta

Reações adversas relatadas com o uso de corticosteróides tópicos incluem: ardência, prurido, irritação, ressecamento, foliculite, hipertricose, erupções acneiformes, hipopigmentação, dermatite perioral, dermatite de contato. Os efeitos colaterais mais freqüentes com o uso de curativos oclusivos incluem: maceração cutânea, infecção secundária, atrofia cutânea e miliária.

O tratamento com gentamicina pode produzir irritação transitória (eritema e prurido) que em geral não requer descontinuação do tratamento.

Como Usar (Posologia)

Aplicar quantidades suficiente de DIPROGENTA Creme ou Pomada sobre toda a superfície atingida, duas vezes ao dia, pela manhã e à noite. Em alguns pacientes, o tratamento de manutenção ideal pode ser obtido com aplicações menos freqüentes.

Contra-Indicações de Diprogenta

DIPROGENTA está contra-indicado em pacientes com história de reações de sensibilidade a qualquer um dos seus componentes. DIPROGENTA não está indicado para uso oftálmico.

Corticosteróides tópicos estão contra-indicados em vacínia, varicela e tuberculose da pele.

Modo de Uso (Posologia) de Diprogenta

Aplicar quantidades suficiente de DIPROGENTA Creme ou Pomada sobre toda a superfície atingida, duas vezes ao dia, pela manhã e à noite. Em alguns pacientes, o tratamento de manutenção ideal pode ser obtido com aplicações menos freqüentes.

Formas Farmacêuticas/apresentação

Uso ADULTO e PEDIÁTRICO
Cada grama do creme contém 0,64mg do dipropionato de betametasona, equivalente a 0,5mg de betametasona e 1mg de gentamicina, formulada em base branca, hidratante, hipoalergênica e isenta de parabeno.

Excipientes: serão listados qualitativamente
Bisnagas com 15, 30, 45 gramas.

Cada grama do pomada contém 0,64mg do dipropionato de betametasona, equivalente a 0,5mg de betametasona e 1mg de gentamicina, formulada em base branca, hidratante, hipoalergênica e isenta de parabeno.

Excipientes: serão listados qualitativamente
Bisnagas com 15, 30, 45 gramas.

Informação Técnica

Cada grama de DIPROGENTA Creme ou Pomada contém 0,64mg de dipropionato de betametasona, equivalente a 0,5mg de betametasona e 1mg de gentamicina, formuladas em bases cremosas ou com petrolato de óleo mineral, hipoalergênicas, isentas de parabenos.

Informação ao Paciente

DIPROGENTA* apresenta rápido início de ação, estando indicado para o alívio de manifestações inflamatórias sensíveis aos corticosteróides.

DIPROGENTA* Creme deve ser armazenado em temperatura entre 2º e 25ºC e DIPROGENTA* Pomada deve ser armazeando em temperatura entre 2º e 30ºC.

O prazo de validade de DIPROGENTA* é de 36 meses e encontra-se gravado na embalagem externa; em caso de vencimento, inutilize o produto.

Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informar ao médico se está amamentando.

Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis como irritação ou sensibilização durante o tratamento.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento.

Não utilize este produto nos olhos.

NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE.

Precauções e Advertências

O tratamento deverá ser descontinuado em caso de irritação ou sensibilização decorrente do uso de DIPROGENTA. Qualquer dos efeitos colaterais relatados após o uso sistêmico de corticosteróides, inclusive supressão supra-renal, pode ocorrer também com o uso tópico, especialmente em lactentes e crianças.

A absorção sistêmica dos corticosteróides tópicos estará aumentada se extensas superfícies corporais forem tratadas, ou em caso de uso da técnica oclusiva.

Recomenda-se precaução nestes casos, ou quando houver previsão de tratamento prolongado, principalmente em lactentes e crianças. O uso tópico de antibióticos ocasionalmente favorece o crescimento de microorganismos não-sensíveis, incluindo fungos. Caso ocorra ou caso surjam irritação, sensibilização ou superinfecção, o tratamento com a gentamicina tópica deverá ser interrompido e substituído por terapia adequada.

DIPROGENTA não está indicado para uso oftálmico.

Uso durante a gravidez e lactação
A segurança do uso de DIPROGENTA em mulheres grávidas ainda não foi completamente estabelecida. Assim, o produto deve ser usado durante a gravidez unicamente quando os benefícios presumidos justifiquem o risco potencial ao feto. Este produto não deve ser usado em pacientes grávidas em grandes quantidades ou por períodos prolongados.

Devido a não se saber se a administração tópica de corticosteróides pode resultar em absorção sistêmica suficiente para produzir quantidades detectáveis no leite materno, deve-se decidir pela descontinuar a lactação ou interromper o tratamento, levando em conta a importância do tratamento para a mãe.

Uso pediátrico
Os pacientes pediátricos podem apresentar maior susceptibilidade do que os pacientes adultos à supressão do eixo hipotálamo/hipófise/supra-renal induzida pelos corticosteróides tópicos ou exógenos, em função da maior absorção devido à grande proporção da área de superfície corporal para o peso corporal.

Foram relatados em crianças recebendo corticosteróides tópicos: supressão do eixo hipotálamo/hipófise/supra-renal, síndrome de Cushing, retardo do crescimento, demora no ganho de peso e hipertensão intracraniana. As manifestações de supressão adrenal em crianças incluem baixos níveis de cortisol plasmático e ausência de resposta à estimulação com ACTH. As manifestações de hipertensão intracraniana incluem fontanela tensa, cefaléia e papiledema bilateral.

Superdose

O uso prolongado e excessivo de corticosteróides tópicos pode suprimir a função do eixo hipófise/supra-renal, resultando em insuficiência supra-renal secundária. Uma superdose isolada de gentamicina em geral não produz sintomas. O uso prolongado excessivo de gentamicina tópica pode levar a crescimento de lesões por fungos ou bactérias resistentes. Indica-se tratamento sintomático adequado. Sintomas de hipercorticismo agudo são virtualmente reversíveis. Caso necessário, tratar o desequilíbrio eletrolítico. Em casos de toxicidade crônica, recomenda-se a retirada gradativa do corticosteróide. Recomenda-se tratamento antifúngico ou antibacteriano adequado em caso de crescimento de microorganismos resistentes.

Laboratório

Ind. Quím. e Farm. Schering-Plough S.A.

Remédios da mesma Classe Terapêutica

Adermikon C, Bacrocin, Bactroban, Baycuten N, Berlison

Remédios que contém o mesmo Princípio Ativo

Cimecort, Dibetam, Dipronil, Diprospan, Garasone

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.