C1 – Receituário de controle especial em duas vias

Princípio ativo: cloroquinaDifosfato de Cloroquina

Composição – DIFOSFATO DE CLOROQUINA

DIFOSFATO DE CLOROQUINA 250 MG; EXCIPIENTE Q.S.P. 400 MG.

Posologia e Administração – DIFOSFATO DE CLOROQUINA

NA MALARIA – ADULTOS – DOSE INICIAL: 4 COMPRIMIDOS, 6 A 8 HORAS DEPOIS 2 COMPRIMIDOS; NOS 2O E 3O DIAS SUBSEQUENTES, 2 COMPRIMIDOS; CRIANCAS: 0 A 1 ANO: 1 COMPRIMIDO SEGUIDO DE OUTRO 6 HORAS DEPOIS, TOTAL 0,50 G; DE 2 A 5 ANOS – DOSE INICIAL: 2 COMPRIMIDOS, OUTRO COMPRIMIDO 8 HORAS MAIS TARDE, TOTAL 0,75 G; DE 6 A 10 ANOS: 2 COMPRIMIDOS SEGUIDOS DE 2 DOSES DE 1 COMPRIMIDO COM INTERVALOS DE 8 HORAS, TOTAL 1,0 G; DE 11 A 15 ANOS: 3 COMPRIMIDOS COMO DOSE INICIAL, SEGUIDOS DE 1 COMPRIMIDO, 8 HORAS DEPOIS E OUTRO MAIS NAS SUBSEQUENTES 24 HORAS, TOTAL 1,25 G; COMO TRATAMENTO SUPRESSIVO: 2 COMPRIMIDOS, 1 VEZ POR SEMANA.

Contra-indicações – DIFOSFATO DE CLOROQUINA

NA INSUFICIENCIA HEPATICA AVANCADA E NOS CASOS DE DISCRASIAS SANGUINEAS.

Indicações – DIFOSFATO DE CLOROQUINA

EM TODAS AS FORMAS DE MALARIA (TERCA BENIGNA, TERCA MALIGNA E QUARTA). – INDICADO AINDA NO TRATAMENTO DE ARTRITE REUMATOIDE, GIARDIASE E NA HEPATITE AMEBIANA.

Apresentação – DIFOSFATO DE CLOROQUINA

CAIXAS COM 200 E 60 COMPRIMIDOS.

LABORATÓRIO

Lab. Kinder S.A.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.