Princípio ativo: acetato de dexametasonaDexametonal
Classe terapêutica dos Antialergicos, Antiinflamatorio Topico e Antipruriginoso
Princípio ativo Acetato de Dexametasona. venda sob prescrição médica.

Indicações de Dexametonal

Para o alívio das manifestações inflamatórias, alérgicas e prurídicas de dermatoses suscetíveis aos corticosteróides.

Como Usar (Posologia)

Recomenda-se aplicar na região afetada, até 3 vezes ao dia, friccionando
Suavemente até a pele absorver a pomada. a aplicação em grandes áreas (superior a
Aproximadamente 10% da superfície corporal) e terapias prolongadas (períodos superiores
A 4 semanas) deverão ser evitadas.

Contra-Indicações de Dexametonal

Não deve ser usado nos olhos, em pacientes com hipersensibilidade
conhecida à dexametasona e a outros corticosteróides derivados da betametasona, ou a
qualquer outro componente da fórmula, em reações resultantes de vacinações e
manifestações cutâneas conseqüentes à sífilis, tuberculose, infecções virais (p.e.:
varicela), rosácea e dermatite perioral devido ao risco de agravamento.

Modo de Uso (Posologia) de Dexametonal

Recomenda-se aplicar na região afetada, até 3 vezes ao dia, friccionando
Suavemente até a pele absorver a pomada. a aplicação em grandes áreas (superior a
Aproximadamente 10% da superfície corporal) e terapias prolongadas (períodos superiores
A 4 semanas) deverão ser evitadas.

Apresentações

Pomada dermatológica 10 g

Cuidados e Advertências

Somente poderá ser utilizado em bebês ou crianças com
menos de 6 anos se o médico considerar necessário, já que nesta faixa etária o risco de
efeitos sistêmicos devido a absorção de corticosteróides é maior. Em adultos, em
circunstâncias excepcionais, pode ser necessário aplicar DEXAMETONAL em grandes
áreas da pele. Em tais casos, especialmente no uso prolongado a possibilidade de
supressão da adrenal deve ser considerada. Se isto ocorrer, o tratamento deve ser
descontinuado gradualmente. Ao longo do tempo, a pressão intra-ocular pode aumentar se
pequenas doses de corticosteróides tópicos entrarem repetidamente em contato com a
bolsa conjuntival. Por esta razão, a aplicação prolongada de DEXAMETONAL nos
arredores dos olhos deverá ser precedida por uma cuidadosa avaliação risco/benefício e
deve somente ser feita sob supervisão médica. Corticosteróides, tais como dexametasona,
devem ser usados na terapia sintomática de infecções bacterianas e/ou micóticas somente
em associação a antibióticos e/ou antimicóticos. Não são conhecidas até o momento
interações com outros medicamentos. As seguintes reações adversas podem
eventualmente ser observadas na região que o produto foi aplicado: foliculite, hipertricose,
acne, hiper ou hipopigmentação, telangiectasias, estrias por distenção da pele, atrofia e
maceração da pele. Estes efeitos ocorrem especialmente quando o tratamento é
prolongado ou utilizam-se curativos oclusivos. DEXAMETONAL raramente leva a uma
reação de hipersensibilidade no local da pele.

Laboratório

HEXAL DO BRASIL LTDA

Remédios da mesma Classe Terapêutica

Alerfin, Cilodex, Cimecort, Clob-x, Desowen

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.