Princípios ativos: cloranfenicol, dexametasona

Antibióticos – Receituário simples em duas vias

Dexafenicol

Indicações de Dexafenicol

Nos processos agudos inflamatórios, alérgicos e infecciosos do segmento anterior do olho, quando em presença de germes sensíveis ao cloranfenicol.

Efeitos Colaterais de Dexafenicol

O uso prolongado pode resultar em glaucoma, formação de cataratas ou infecções secundárias por bactérias não sensíveis ou fungos. Discrasias sangüíneas. A pomada oftálmica pode retardar a cicatrização de feridas corneanas.

Como Usar (Posologia)

Colírio: instilar 1 a 2 gotas no saco conjuntival, 3 vezes por dia, reduzindo-se gradativamente a dosagem com a melhora da inflamação ocular, conforme orientação do médico. Pomada: aplicar uma pequena quantidade no saco conjuntival inferior, 3 vezes por dia, reduzindo-se gradativamente a dosagem com a melhora da inflamação ocular, conforme orientação médica. Para maior comodidade, o colírio poderá ser utilizado durante o dia, e a pomada à noite, ao deitar-se. A administração deve ser feita sob estrita orientação médica.

Contra-Indicações de Dexafenicol

Hipersensibilidade aos componentes da fórmula. Infecções por Herpes simples (ceratite dendrítica), vacínia, varicela e outras doenças virais da córnea e conjuntiva. Afecções micóticas e tuberculosas das estruturas oculares. Glaucoma. Doenças com adelgaçamento da córnea e esclera.

Precauções

Em tratamentos prolongados é aconselhável o controle freqüente da pressão intra-ocular e exame biomicroscópico da córnea e cristalino. O produto pode mascarar infecções por microorganismos não sensíveis ao cloranfenicol. Usar com precaução durante a gravidez e no período de amamentação. Em uso prolongado recomenda-se controle do hemograma. Raros casos de hipoplasia medular, inclusive anemia aplástica, foram relatados após o uso de cloranfenicol.

Apresentação

Colírio: frasco plástico conta-gotas, hermeticamente fechado e estéril, com 5 ml. Pomada oftálmica: bisnaga contendo 3,5 g.

Composição

Colírio: desametasona 1 mg, cloranfenicol 5 mg;veículo q.s.p. 1 ml. Veículo basicamente constituído de ácido bórico, borato de sódio, polissorbato 80, tiomersal e edetato dissódico. Pomada oftálmica: dexametasona 0,5 mg, cloranfenicol 5 mg; excipiente q.s.p. 1 g. Excipiente basicamente constituído de polissorbato 80, vaselina sólida, vaselina líquida, lanolina, edetato dissódico, álcool cetílico, metilparabeno e cera microcristalina.

Laboratório

Allergan Prods. Farms. Ltda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.