Princípios ativos: dexametasona, vitamina b12Dexacobal
Classe terapêutica dos Corticosteroides Sistemicos
Princípios ativos Dexametasona e Vitamina B12.

Indicações de Dexacobal

Quando a administracao de tiamina (vitamina b1), piridoxina (vitamina b6) e cianocobalamina (vitamina b12) for util em associacao com o efeito antiinflamatorio da acao glucocorticoide da dexametasona.

Efeitos Colaterais de Dexacobal

Dexametasona: retencao de sodio e agua com edema e hipertensao, alcalose hipocalemica, osteoporose e fraturas espontaneas, deplecao de nitrogenio, hiperglicemia, aumento de apetite, retardo de cicatrizacao, facilidade a infeccao, moon-face, hirsutismo, rubor, giba de bufalo, estrias, acne, ulcera peptica, dor no local da injecao. tiamina (vitamina b1): reacoes toxicas tem sido produzidas por injecoes de 50 mg e morte subita tem sido relatada em seguida a injecao intravenosa de 100 mg de tiamina. altas doses tambem podem interferir com o metabolismo de outros componentes vitaminicos do complexo b e podem precipitar os sintomas de outros estados de deficiencia em pacientes mal nutridos. a tiamina injetada isoladamente por via intravenosa e capaz de induzir reacoes alergicas. este risco e negligenciavel se a injecao for dada com outras vitaminas do complexo b, mesmo quando doses tao altas quanto 100 mg forem administradas. o risco de choque anafilatico aumenta com a administracao repetida pela via parenteral. piridoxina (vitamina b6): reduz os efeitos da levodopa.

Como Usar (Posologia)

Agitar a ampola de 1 ml e aspirar com a mesma seringa o conteudo de cada ampola. injetar unicamente por via intramuscular, uma vez ao dia ou a criterio medico.

Contra-Indicações de Dexacobal

A) relativas ao uso da dexametasona: infeccoes sistemicas (viroticas, bacterianas e fungicas), diabetes, ulcera peptica, psicoses, psiconeuroses severas, falencia renal aguda e cronica, osteoporose, uremia, falencia cardiaca, hipertensao, gravidez e lactacao. b) relativas ao uso de vitaminas do complexo b: hipersensibilidade conhecida aos componentes, principalmente a tiamina (vitamina b1), gravidez e lactacao.

Precauções

Dexacobal deve ser usado somente por via intramuscular. a administracao concorrente de barbituricos, fenilbutazona, difenilhidantoina ou rifampicina pode reduzir os efeitos do corticosteroide. a resposta a anticoagulantes pode ser reduzida pelo uso de corticosteroide. podem ocorrer reacoes anafilaticas devidas a hipersensibilidade, principalmente a tiamina (vitamina b1) (choque tiaminico) quando administrada por via parenteral, os efeitos desejados da levodopa sobre a doenca de parkinson podem ser reduzidos pelo uso da piridoxina (vitamina b6). o diagnostico correto deve ser estabelecido antes do inicio do tratamento, uma vez que a cianocobalamina (vitamina b12) pode mascarar um quadro de anemia perniciosa.

Apresentação

Solucao injetavel: embalagem com 3 ampolas de 2 ml contendo vitaminas e 3 ampolas de 1 ml contendo a dexametasona.

Composição

Cada ampola de 2 ml (ampola ii) contem: cloridrato de tiamina (vitamina b1) 100 mg; cloridrato de piridoxina (vitamina b6) 100 mg; cianocobalamina (vitamina b12) 5.000 mcg. cada ampola de 1 ml (ampola i) contem: 21-acetado de dexametasona 4 mg.

Laboratório

Biolab Searle

Remédios da mesma Classe Terapêutica

Calcort, Celestamine, Decadronal, Depo-medrol, Diprospan

Remédios que contém o mesmo Princípio Ativo

Alginac, Baycuten N, Buclivit, Cilodex, Debioticon

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.