Princípio ativo: desonidaDesowen
Classe terapêutica dos Antiinflamatorio Topico e Antipruriginoso
Princípio ativo Desonida. Uso adulto e pediátrico.

Como Usar (Posologia)

Adultos: aplicar uma fina camada de DESOWEN sobre a pele afetada, 1 a 3 vezes por dia, dependendo da gravidade da afecção.

Crianças: uma aplicação por dia.

A loção deve ser agitada antes do uso.

Curativos oclusivos podem ser utilizados nos casos de psoríase e lesões liquenificadas.

Se houver desenvolvimento de infecção, deve-se suspender o uso de curativos oclusivos e instituir a terapêutica antimicrobiana apropriada.

Pacientes idosos: utilizar a mesma posologia.

Contra-Indicações de Desowen

Hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

– PRECAUÇÕES
Gerais: Em alguns pacientes, a absorção sistêmica de corticosteróides tópicos produziu supressão reversível do eixo hipotalâmico-pituitário-adrenal (HPA), manifestações da síndrome de Cushing, hiperglicemia e glicosúria.

Algumas condições levam a uma maior absorção sistêmica, tais como o uso de esteróides mais potentes, uso sobre áreas extensas, uso prolongado ou sob curativos oclusivos.

Assim, pacientes que estejam recebendo dosagem alta de um esteróide tópico potente, aplicado em áreas extensas ou sob curativos oclusivos, devem ser avaliados periodicamente quanto a evidência de supressão do eixo HPA, através de testes do cortisol livre na urina e de estimulação do ACTH. Se tal supressão for notada, deve-se reduzir a freqüência de aplicações, suspender o medicamento ou substitui-lo por um esteróide menos potente.

A recuperação da função do eixo HPA é geralmente imediata e completa após a interrupção do medicamento. Raramente podem ocorrer sinais e sintomas da retirada do esteróide, que requeiram a suplementação com esteróides sistêmicos.

As crianças podem absorver proporcionalmente quantidades maiores de corticosteróides tópicos e são, portanto, mais susceptíveis à toxicidade sistêmica.

Se ocorrer irritação, deve-se interromper o uso do corticosteróide tópico e instituir terapia adequada.

Na presença de infecções dermatológicas, deve-se instituir o uso de medicação antifúngica ou antibacteriana adequada. Se não ocorrer resposta favorável imediata, o uso do corticosteróide deve ser suspenso até que a infecção tenha sido adequadamente controlada.

Carcinogênese, mutagênese e diminuição da fertilidade: Não foram realizados estudos a longo prazo com corticosteróides tópicos para avaliar o potencial carcinogênico ou os efeitos sobre a fertilidade. Estudos para determinar a mutagenicidade com prednisolona e hidrocortisona mostraram resultados negativos.

Uso na Gravidez: Os corticosteróides são geralmente teratogênicos em animais de laboratório quando administrados sistemicamente em níveis de dosagem relativamente baixos. Os corticosteróides mais potentes mostraram-se teratogênicos após aplicação dérmica em animais de laboratório.

Não há estudos adequados e bem controlados em mulheres grávidas com respeito aos efeitos teratogênicos dos corticosteróides usados topicamente. Desse modo, os corticosteróides tópicos devem ser usados durante a gravidez somente se os benefícios justificarem o risco potencial para o feto. Drogas dessa classe não devem ser utilizadas extensivamente em pacientes grávidas, em grandes quantidades ou por períodos prolongados de tempo.

Mães Lactantes: Não se sabe se a administração tópica de corticosteróides pode resultar em absorção sistêmica suficiente para produzir quantidade detectável no leite materno. Corticosteróides administrados sistemicamente são secretados no leite materno em quantidades que, provavelmente, não teriam efeito deletério na criança. Todavia, deve-se ter cautela quando da administração de corticosteróides tópicos a mulheres lactantes.

Uso pediátrico: Devido à maior relação superfície da pele/peso corporal, as crianças podem demonstrar maior susceptibilidade à supressão do eixo HPA e síndrome de Cushing induzidas por corticosteróides tópicos do que os pacientes adultos.

Foram relatados casos de supressão do eixo HPA, síndrome de Cushing e hipertensão intracraniana em crianças sob uso de corticosteróides tópicos. As manifestações da supressão adrenal em crianças incluem o atraso no crescimento linear, atraso no ganho de peso, baixos níveis de cortisol plasmático e ausência de resposta à estimulação do ACTH. As manifestações de hipertensão intracraniana incluem fontanela protuberante, cefaléia e papiledema bilateral.

A administração tópica de corticosteróides em crianças deve se limitar à mínima dose compatível com a eficácia terapêutica. A terapia crônica com corticosteróides pode interferir no crescimento e desenvolvimento da criança.

– REAÇÕES ADVERSAS
Embora, raras, foram relatadas as seguintes reações adversas com o uso tópico de corticosteróides relacionadas em ordem decrescente de ocorrência: queimação, prurido, irritação, ressecamento, foliculite, hipertricose, erupções acneiformes, hipopigmentação, dermatite perioral, dermatite de contato alérgica, maceração da pele, infecção secundária, atrofia da pele, estrias e miliária. A incidência dessas reações pode aumentar com o uso de curativos oclusivos.

Informação Técnica

A desonida, componente ativo de DESOWEN, é um corticosteróide não fluorado para uso tópico cutâneo, com efeitos antiinflamatório, antipruriginoso e vasoconstritor.

– INDICAÇÕES
DESOWEN é indicado para o alívio do prurido e das manifestações inflamatórias das dermatoses sensíveis aos corticosteróides.

Informação ao Paciente

DESOWEN (desonida) é indicado nas dermatoses sensíveis aos corticosteróides. Os sinais e sintomas devem desaparecer com o decorrer do tratamento.

O produto deve ser mantido em temperatura ambiente (entre 15ºC e 30ºC). Evite o congelamento.

O prazo de validade é de 24 meses e está gravado na embalagem. Não use medicamento com prazo de validade vencido. Informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento. O produto somente deverá ser usado na gravidez se, a critério médico, o benefício para a mãe justificar o risco potencial para o feto. Informe seu médico se está amamentando.

Este produto deve ser utilizado sob orientação médica. Exclusivamente para uso externo. Evite o contato com os olhos. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

A área da pele em tratamento não deve ser envolta em curativos ou qualquer outra cobertura oclusiva, a menos que seja indicado pelo médico.

Não aplicar na região do uso de fraldas, exceto se orientado por médico, pois pode funcionar como curativo oclusivo.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Informe ao médico se ocorrerem reações desagradáveis, tais como sinais de irritação da pele ou prurido, especialmente se estiver utilizando curativos oclusivos.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

NÃO USE REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE.

Superdosagem

Os corticosteróides aplicados topicamente podem ser absorvidos em quantidades suficientes para produzir efeitos sistêmicos (vide Precauções).

Laboratório

Galderma

Remédios da mesma Classe Terapêutica

Cilodex, Clob-x, Dexametonal, Flutinol, Topison

Remédios que contém o mesmo Princípio Ativo

Desonol, Steronide

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.