Princípio ativo: secnidazolDeprozol

Indicações de Deprozol

Amebíase intestinal sob todas as formas; amebíase hepática; giardíase; tricomoníase.

Efeitos Colaterais de Deprozol

Distúrbios digestivos: náuseas, gastralgia, alteração do paladar (gosto metálico), glossites e estomatites; erupções urticariformes; leucopenia moderada, reversível com a suspensão do tratamento; mais raramente: vertigens, fenômenos de incoordenação e ataxia, parestesias, polineurites sensitivomotoras.

Como Usar (Posologia)

Adultos: tricomoníase: dose única de 4 comprimidos (2 g); a mesma dose é recomendada para o cônjuge. Amebíase intestinal e giardíase: dose única de 4 comprimidos (2 g). Amebíase hepática: 500 mg (1 comprimido), 3 vezes ao dia, durante 5 a 7 dias. Deprozol deve ser administrado em uma das refeições e preferencialmente à noite. – Superdosagem recomenda-se lavagem gástrica o mais precocemente possível e administração de sintomáticos, de acordo com o necessário.

Contra-Indicações de Deprozol

Hipersensibilidade aos derivados imidazólicos; suspeita de gravidez e nos três primeiros meses de gravidez; aleitamento.

Precauções

Como acontece com outros imidazólicos, deve-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas durante o tratamento com Deprozol e até 4 dias após o seu término. Recomenda-se também evitar a administração de Deprozol aos pacientes com antecedentes de discrasia sangüínea e distúrbios neurológicos. – Interações medicamentosas: recomenda-se não administrar secnidazol com dissulfiram (risco de surto delirante, estado confusional); deve-se tomar cautela, também, em caso de associação com varfarina (aumenta o efeito anticoagulante). Efeito antabuse se ingerido concomitantemente com bebida alcoólica.

Apresentação

Comprimidos em blister de 4 e 8.

Composição

Cada comprimido contém: secnidazol 500 mg.

Laboratório

Aché Labs. Farms. S.A.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.