Princípio ativo: clindamicina

Antibióticos – Receituário simples em duas vias

Dalacin v Creme Vaginal

Laboratório

Pharmacia

Referência

Clindamicina C. Vaginal

Apresentação de Dalacin v Creme Vaginal

cx. c/ uma bisn. c/ 20 gramas ou 40 gramas de creme vaginal de clindamicina a 2% (como fosfato), acompanhada de três ou sete aplicadores descartáveis, respectivamente.

Contra-indicações de Dalacin v Creme Vaginal

DALACIN V (fosfato de clindamicina) Creme Vaginal é contra-indicado em pacientes com história de hipersensibilidade à clindamicina, à lincomicina ou a qualquer dos componentes da fórmula. É também contra-indicado a pacientes com história de enterites regionais, colites ulcerativas ou em história de colite associada a antibióticos.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Dalacin v Creme Vaginal

DALACIN V (fosfato de clindamicina) Creme Vaginal tem sido bem tolerado nos estudos clínicos realizados, tanto em mulheres não-grávidas quanto em mulheres no segundo trimestre de gravidez. As reações adversas mais comumente observadas foram cervicite/vaginite sintomáticas (16%), por Candida albicans (11%), por Trichomonas vaginalis (1%); irritação vulvar (6%). Mais raramente (incidência menor que 1%) foram relatados: tonturas, cefaléia, vertigens, queimação gástrica, náuseas, vômitos, diarréia, constipação, dor abdominal, rash, urticária.

Dalacin v Creme Vaginal – Posologia

A dose recomendada é de um aplicador cheio de DALACIN V (fosfato de clindamicina) Creme Vaginal (5 gramas, correspondendo a cerca de 100 mg de fosfato de clindamicina) por via intravaginal, por três a sete dias consecutivos, de preferência ao deitar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.