Princípios ativos: acetato de cortisona, cloridrato de clortetraciclina, loretinato de bismutoCorciclen

Indicações de Corciclen

Tratamento de blefarites em geral. Infecções oculares superficiais sensíveis à clortetraciclina.

Efeitos Colaterais de Corciclen

O uso prolongado pode resultar em opacificação do cristalino (catarata) e aumento da pressão intra-ocular em pacientes sensíveis. Infecções oculares secundárias. Reações de hipersensibilidade.

Como Usar (Posologia)

Aplicar aproximadamente 1 cm da pomada no saco conjuntival inferior, 3 a 4 vezes ao dia, ou a critério médico. Em tratamentos prolongados, recomenda-se reduzir gradativamente a dosagem, conforme orientação médica.

Contra-Indicações de Corciclen

Hipersensibilidade aos componentes da fórmula. Infecções por Herpes simples, vaccínia, varicela e outras doenças virais da córnea e conjuntiva. Afecções micóticas. Tuberculose ocular. Glaucoma. Doenças com adelgaçamento da córnea e esclera.

Precauções

Em tratamentos prolongados, é aconselhável o controle da pressão intra-ocular e o exame biomicroscópico da córnea. O produto pode mascarar infecções por microrganismos não sensíveis à clortetraciclina. Por precaução, recomenda-se evitar o uso do produto durante a gravidez e a lactação.

Apresentação

Pomada para uso tópico oftálmico, apresentada em bisnaga com bico oftálmico contendo 3,5 g.

Composição

Cloridrato de clortetraciclina 5 mg, acetato decortisona 2 mg, loretinato de bismuto 50 mg, excipiente q.s.p. 1 g. Excipiente basicamente constituído de vaselina sólida, cera microcristalina, lanolina, colesterina e metilparabeno.

Laboratório

Allergan Prods. Farms. Ltda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.