Princípios ativos: clostebol, neomicina

C5 – Anabolizantes – Receituário de controle especial em duas vias

Clostebol e Neomicina

Referência

Trofodermin (Pfizer)

Apresentação de Clostebol e Neomicina

Trofodermin (acetato de clostebol/sulfato de neomicina) creme dermatológico em embalagem contendo 1 bisnaga de 30 g. Trofodermin creme vaginal em embalagem contendo 1 bisnaga de 45 g + 8 aplicadores.

Clostebol e Neomicina – Indicações

Trofodermin (acetato de clostebol/sulfato de neomicina) – creme dermatológico é indicado nos casos de erosões, lesões ulcerativas cutâneas (úlceras de varizes, escaras de decúbito, úlceras traumáticas), intertrigo, fissuras dos seios, fissuras anais, queimaduras, feridas infectadas, cicatrização demorada, radiodermatites. Trofodermin – creme vaginal é indicado nos casos de cervicites erosivas, após cauterização do colo do útero, vaginites e cervicites pós-operatórias, vaginite ulcerativa, vaginites e cervicites pós-aplicação de rádio, colpoperineorrafias, mastectomias com dificuldade para cicatrização, vaginites e cervicites pós-parto, episiorrafias, fissuras de mamilo.

Contra-indicações de Clostebol e Neomicina

Trofodermin (acetato de clostebol/sulfato de neomicina) é contra-indicado a pacientes que apresentam hipersensibilidade a acetato de clostebol (ou outros derivados da testosterona), sulfato de neomicina ou a qualquer componente da fórmula. Trofodermin é também contra-indicado em casos de infecções mamárias em período de aleitamento.

Advertências

Trofodermin (acetato de clostebol/sulfato de neomicina) deve ser utilizado com cautela em pacientes com insuficiência renal.

Uso na gravidez de Clostebol e Neomicina

Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Trofodermin é contra-indicado no tratamento de infecções mamárias em mulheres que estejam amamentando. Informe ao seu médico se estiver amamentando.

Interações medicamentosas de Clostebol e Neomicina

Reações adversas / Efeitos colaterais de Clostebol e Neomicina

Ainda não são conhecidas a intensidade e freqüência das reações adversas. Existem relatos de ocorrência rara de prurido e rash cutâneo.

Clostebol e Neomicina – Posologia

Trofodermin (acetato de clostebol/sulfato de neomicina) creme dermatológico: Aplicar uma fina camada de creme, 1-2 vezes ao dia, sobre a parte lesada, após a limpeza da mesma. Trofodermin creme vaginal: Aplicar um aplicador cheio de creme, 1-2 vezes ao dia.

Superdosagem

Características farmacológicas

Trofodermin (acetato de clostebol/sulfato de neomicina) é um creme cicatrizante que resulta de uma associação para uso local: um anabolizante amplamente utilizado na prática clínica (clostebol) e um antibiótico de ação local (neomicina). Trofodermin exerce um efeito trófico-cicatrizante e proporciona uma diminuição acentuada do período de cura das lesões cutâneas e cutâneo-mucosas. O clostebol utilizado topicamente estimula, pela atividade anabolizante protéica, o processo de cura das lesões ulcerativas e distróficas, cutâneas e mucosas. Na associação de acetato de clostebol com sulfato de neomicina, o efeito trófico-cicatrizante do esteróide se une à atividade do antibiótico, neomicina, necessária para o controle do componente infeccioso que, freqüentemente, representa um fator que agrava e atrasa a cura das lesões. O excipiente do creme é dermófilo, provido de poder de penetração e difusão através da epiderme. Também possui uma ação emoliente e um pH ótimo para a pele, não sendo untuoso e não manchando.

Resultados de eficácia

Modo de usar

1. Retire a tampa; 2. Fure o lacre da bisnaga com o fundo da tampa; 3. Retire o aplicador do invólucro e atarraxe-o firmemente no bico da bisnaga aberta; 4. Segure com firmeza a bisnaga e o aplicador encaixado e aperte a bisnaga suavemente até que o êmbolo chegue ao topo. Retire o aplicador da bisnaga; 5. Aplicação: introduza cuidadosamente o aplicador carregado de creme na vagina, o mais profundo possível, preferencialmente na posição horizontal (deitada) com as pernas dobradas e empurre o êmbolo até esvaziar o aplicador.

Uso em idosos, crianças e em outros grupos de risco

Armazenagem

Trofodermin deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC). Manter a bisnaga devidamente tampada após o uso do medicamento.

Dizeres legais

MS 1.0216.0154 Farmacêutica Responsável: Raquel Oppermann CRF-SP nº 36144 VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA. Número do lote e data de fabricação: vide embalagem externa. LABORATÓRIOS PFIZER LTDA. Av. Monteiro Lobato, 2270 CEP 07190-001 Guarulhos SP CNPJ nº 46.070.868/0001-69 Indústria Brasileira. Fale Pfizer 0800-16-7575 www.pfizer.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.