Princípio ativo: cloranfenicol

Antibióticos – Receituário simples em duas vias

Cloranfenicol Ariston

Composição – CLORANFENICOL ARISTON

cada frasco- ampola contém succinato sódico decloranfenicol equivalente a 1 g de cloranfenicol.

Posologia e Administração – CLORANFENICOL ARISTON

a administração deve ser feita por via I.V., dividida em 4 doses ou administração a cada 6 horas. Adultos: 50 mg de cloranfenicol por quilo de peso por dia. A dose máxima para adultos é de 4 g/dia. Em infecções graves, assim como em meningites, a dose pode chegar a 100 mg/kg/dia. Crianças: 50 mg (base) por quilo de peso por dia; em prematuros e recém- nascidos com menos de 2 semanas de vida a dose é de 25 mg (base) por quilo de peso por dia. A concentração sérica, tanto para via oral como para a parenteral, deve ser mantida em 10 a 25 microgramas por ml. A injeção intravenosa deve ser lenta, nunca em menos de 1 minuto.

Precauções – CLORANFENICOL ARISTON

o cloranfenicol passa para o leite materno, podendo provocar depressão medular ou síndrome cinzenta do recém- nascido. Evitar o uso durante imunizações ativas e em conjunto com fármacos depressores da medula óssea. O uso de antibióticos pode resultar em proliferação de microorganismos resistentes. Se aparecerem novas infecções por bactérias ou fungos durante a terapia, deve-se tomar medidas apropriadas.

Reações adversas – CLORANFENICOL ARISTON

podem ocorrer depressão medular (geralmente reversível com a suspensão do fármaco), anemia aplástica (raro), síndrome cinzenta do recém- nascido; raramente neurite óptica e reações de hipersensibilidade; reações gastrintestinais como diarréia, náusea, vômito, glossite e estomatite são pouco frequentes e sem gravidade e outros sintomas neurológicos raros (neurite periférica, cefaléia, depressão, oftalmoplegia e confusão mental).

Contra-Indicações – CLORANFENICOL ARISTON

é contra- indicado em pacientes alérgicos ao cloranfenicol ou derivados, em portadores de depressão medular, nas discrasias sanguíneas ou insuficiência hepática. Em recém-nascidos e prematuros a concentração sérica deve ser monitorizada. Não deve ser usado na gravidez, principalmente nas últimas semanas, pelo risco de síndrome cinzenta no recém-nascido. Pacientes utilizando medicamentos antineoplásicos ou radioterapia devem evitar o uso de cloranfenicol, devido ao risco de depressão medular.

Indicações – CLORANFENICOL ARISTON

infecções causadas por germes sensíveis ao cloranfenicol. O cloranfenicol deve ser reservado para infecções graves nas quais outros antibióticos menos tóxicos são ineficazes ou contra- indicados. O cloranfenicol não é indicado para o uso profilático em infecções.

Apresentação – CLORANFENICOL ARISTON

Caixas com 1 ou 50 frascos- ampola + diluente.

LABORATÓRIO

ARISTON

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.