Princípios ativos: clindamicina, peróxido de benzoíla

Antibióticos – Receituário simples em duas vias

Clindoxyl

Laboratório

Stiefel

Apresentação de Clindoxyl

Clindoxyl gel é apres. em bisn. c/ 30 g

Clindoxyl – Indicações

Clindoxyl gel é indicado no tratamento tópico da acne vulgar leve a moderada.

Contra-indicações de Clindoxyl

Clindoxyl gel é contra-indicado em indivíduos hipersensíveis à clindamicina ou à lincomicina, ao peróxido de benzoíla, ou a qualquer componente da fórmula. A relação risco/benefício deve ser avaliada quando o indivíduo apresentar antecedentes de enterite regional, colite ulcerativa ou colite associada a antibiótico.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Clindoxyl

Em estudos clínicos controlados com 172 pacientes, as reações adversas apresentadas relacionadas à administração de Clindoxyl gel foram, principalmente, locais como: descamação (16,3%), eritema (7,6%), ressecamento (7,0%), queimação (2,3%) e prurido (1,7%). Parestesia leve e piora da acne foram relatadas em um paciente cada. A clindamicina administrada por via oral ou parenteral tem sido associada à colite severa, que pode levar à morte. Casos de diarréia, diarréia sanguinolenta e colite (incluindo, raramente, colite pseudomembranosa) não tem sido freqüentemente relatadas como reações adversas em pacientes tratados com clindamicina tópica. Dor abdominal, distúrbios gastrintestinais e foliculite gram-negativa também foram relatados em associação ao uso tópico de clindamicina.

Clindoxyl – Posologia

Lavar as áreas afetadas com sabonete suave e água morna, enxaguar bem e secar. Aplicar uma camada fina de Clindoxyl gel sobre toda a área afetada, não apenas sobre as lesões. Espalhar o produto com cuidado para que não entre em contato com olhos, narinas ou boca. Aplicar o produto à noite, antes de se deitar, ou conforme orientação médica.

Clindoxyl – Informações

O fosfato de clindamicina é inativo in vitro, mas é rapidamente hidrolisado in vivo pelas fosfatases teciduais para clindamicina base ativa. Como outros antibióticos macrolídeos, a clindamicina inibe a síntese protéica bacteriana, ligando-se à subunidade 50S do ribossoma. A clindamicina in vitro inibe o Propionibacterium acnes. Tem sido demonstrada a possibilidade de resistência bacteriana com o uso de antibióticos macrolídeos, como a clindamicina, especialmente quando usados isoladamente, e resistência cruzada entre macrolídeos. Após aplicações tópicas múltiplas de fosfato de clindamicina, em concentrações equivalentes a 10 mg/ml, em solução de álcool isopropílico e água, níveis muito baixos de clindamicina estão presentes no soro (0-3 ng/ml), e menos de 0,2% da dose é recuperado na urina como clindamicina. A eficácia do peróxido de benzoíla no tratamento da acne vulgar é primeiramente atribuída a sua atividade antibacteriana, especialmente em relação ao Propionibacterium acnes, o microorganismo predominante nos folículos sebáceos. As moléculas de oxigênio dos radicais livres presentes no peróxido de benzoíla são altamente reativas com compostos orgânicos, podendo reagir com a parede da célula bacteriana, eliminando o microorganismo. Essa ação, combinada com um leve efeito queratolítico, é responsável pelo seu benefício no tratamento da acne.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.