Princípio ativo: azitromicina

Antibióticos – Receituário simples em duas vias

Clindal Az

Indicações de Clindal Az

Dose única diária de 500 mg durante três dias (dose total 1,5 g) ou dose única diária de 500 mg no primeiro dia e dose única diária de 250 mg do segundo ao quinto dia. Crianças: dose única diária de 10 mg/kg durante três dias (dose total 30 mg/kg), ou dose única de 10 mg/kg no primeiro dia e dose única de 5 mg/kg do segundo ao quinto dia. O frasco contendo pó deverá ser reconstituído com água filtrada correspondente, equivalendo a 200 mg de azitromicina em cada 5 ml (40 mg/ml). Após adição da água filtrada ao frasco com pó, agitar este último vigorosamente durante um minuto para se formar uma suspensão homogênea. – Volume total utilizável da suspensão reconstituída: frasco com 600 mg – 15 ml; frasco com 900 mg – 22,5 ml. – Superdosagem: até o momento, não há dados com relação à superdosagem. Lavagem gástrica e medidas de suporte em geral são indicadas quando necessárias.

Efeitos Colaterais de Clindal Az

Azitromicina é bem tolerada, sendo baixa a incidência de reações adversas de natureza leve e moderada. As reações adversas ocasionalmente observadas foram: diarréia, fezes amolecidas, desconforto abdominal (dor/cólica), náuseas, vômito e flatulência. Elevações reversíveis das transaminases séricas foram observadas ocasionalmente. Podem ocorrer reações alérgicas incluindo rash, fotossensibilidade, angioedema e anafilaxia. Reações alérgicas graves (angioedema e anafilaxia) ocorrem raramente, com freqüência similar às registradas com penicilinas e outros antibióticos macrolídeos.

Como Usar (Posologia)

A administração deve ser feita em dose única diária, no mínimo uma hora antes ou duas horas após a refeição. A administração após uma refeição substanciosa reduz a biodisponibilidade da azitromicina em, no mínimo, 50%. – Adultos: doenças sexualmente transmissíveis causadas por Chlamydia trachomatis ou Neisseria gonorrheae: dose oral única de 1 g. – Outras

Contra-Indicações de Clindal Az

Antecedentes de hipersensibilidade ou reações alérgicas a qualquer antibiótico macrolídeo, ou a qualquer um dos componentes da fórmula.

Precauções

Gravidez e lactação: a segurança do uso da azitromicina durante a gravidez e lactação ainda não foi estabelecida. Seu uso nesses períodos só deverá ser feito quando outras alternativas não estiverem disponíveis, sempre considerando a relação riscos/benefícios. Assim como ocorre com a eritromicina e outros macrolídeos, podem ocorrer, embora raramente, reações alérgicas sérias (angioedema, anafilaxia) que às vezes necessitam de um maior período de observação e tratamento. Deve-se tomar cuidado quando Clindal AZ é administrado a pacientes com insuficiência hepática ou renal. Como ocorre com qualquer tratamento com antibiótico, é essencial a constante observação para sinais de crescimento de microrganismos não suscetíveis, incluindo fungos. Pacientes devem ser orientados para não tomarem antiácido contendo alumínio e magnésio, juntamente com a azitromicina, devido à redução do pico de concentração plasmática desse antibiótico. Devido à possibilidade teórica de ergotismo, a azitromicina não deverá ser administrada concomitantemente com derivados do ergot. – Interações medicamentosas: não foram encontradas quaisquer evidências de interação farmacocinética entre azitromicina e teofilina, varfarina, carbamazepina, cimetidina e metilprednisolona. Devido à possibilidade teórica de ergotismo, contra-indica-se o uso concomitante de azitromicina e derivados de ergot. Quando necessária administração concomitante com ciclosporina, monitorização dos níveis desta e ajustes na posologia são necessários. Deve-se ter em mente a possibilidade de aumento dos níveis de digoxina quando a ela se associa azitromicina. Antiácidos não devem ser usados simultaneamente com azitromicina devido à redução no pico de concentração plasmática desse antibiótico. Quando pacientes em tratamento com zidovudina foram tratados com azitromicina, a única diferença estatística significante observada na farmacocinética da azitromicina foi uma redução do tempo para alcançar a concentração máxima.

Apresentação

Embalagem contendo 6 cápsulas de 250 mg. Embalagem contendo 3 comprimidos revestidos de 500 mg. Suspensão oral: embalagem contendo frasco com pó para suspensão oral – 600 ou 900 mg.

Composição

Cada cápsula contém: azitromicina: 250 mg eexcipientes (amido de milho, estearato de magnésio, lactose anidra, laurilsulfato de sódio). Cada comprimido contém: azitromicina: 500 mg e excipientes (acetoftalato de celulose, aerosil 200, álcool etílico, amidoglicolato sódico, celulose microcristalina, dióxido de titânio, estearato de magnésio, laurilsulfato de sódio). Suspensão oral: cada 5 ml da suspensão oral reconstituída contém: azitromicina 200 mg e excipientes (aroma de banana, aroma de baunilha, aroma de cereja, fosfato tribásico de sódio, goma xantana, hidroxipropilcelulose, sacarose).

Laboratório

Merck S.A. Inds. Químs.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.