Princípio ativo: ginkgo bilobaClibium

Laboratório

Glenmark

Apresentação de Clibium

cx. c/ 30 compr. rev. de 40 mg. cx. c/ 30 compr. rev. de 80 mg. cx. c/ 30 compr. rev. de 120 mg.

Clibium – Indicações

Insuficiência cérebro-vascular e suas manifestações funcionais tais como: vertigens isoladas ou associadas com problemas auditivos (zumbidos, hipoacusia), perda de memória, diminuição das faculdades intelectuais, transtornos da motricidade, perturbações afetivas e do caráter. Transtornos vasculares periféricos: arteriopatias dos membros inferiores e suas complicações tróficas, transtornos vasomotores distais e comprometimento da microcirculação (doença de Raynaud, parestesias, formigamentos, eritrocianose, fragilidade capilar, edemas idiopáticos ortostáticos). Indicações complementares: distúrbios neurossensoriais, de causa vascular, em otorrinolaringologia e oftalmologia.

Contra-indicações de Clibium

Eventuais hipersensibilidades aos componentes ativos da fórmula.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Clibium

Raramente podem ocorrer perturbações digestivas leves, como náuseas e desconforto gástrico.

Clibium – Posologia

Comprimidos de 40 mg: 1 comprimido três vezes ao dia, antes das principais refeições. Comprimidos de 80 mg: 1 comprimido duas vezes ao dia antes das principais refeições. Comprimidos de 120 mg: 1 comprimido ao dia antes das principais refeições.

Clibium – Informações

Clibium é um extrato vegetal hidroalcoólico, preparado a partir das folhas da árvore de Ginkgo biloba. O extrato seco de Ginkgo biloba é constituído por um concentrado de substâncias ativas que possuem ações farmacológicas comprovadas na regulação dos mecanismo circulatórios, nas hemácias e plaquetas e no metabolismo celular. O extrato obtido numa primeira fase sofre vários tratamentos consecutivos, destinados a purificá-lo, eliminando substâncias inativas e indesejáveis, além de se obter um extrato concentrado de princípios ativos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.