Princípios ativos: feniramina, nafazolinaClaril
Classe terapêutica dos Colirios Antihistaminicos
Princípios ativos Feniramina e Nafazolina.

Indicações de Claril

Para o alívio da irritação e/ou congestão ocular que acompanham os processos inflamatórios de natureza alérgica da conjuntiva.

Como Usar (Posologia)

Instilar 1 ou 2 gotas em cada olho a cada 3 ou 4 horas. Diminuir a freqüência das instalações de acordo com a grau de alívio dos sintomas.

Contra-Indicações de Claril

Hipersensibilidade aos componentes da fórmula. Não usar em pacientes com ou predispostos a glaucoma de ângulo estreito.

Precauções

Pacientes em tratamento com inibidores da MAO podem apresentar crise hipertensiva se lhes for administrada droga simpatomimética como o cloridrato de nafazolina. O uso do produto em crianças pode levar a uma depressão do SNC. Exclusivamente para uso tópico oftálmico. Não injetar. Esta preparação deve ser usada com cautela em pacientes com doenças cardiovascular, incluindo arritmias cardíacas; pacientes com hipertensão arterial mal controlada; pacientes com diabetes, especialmente aqueles com tendência a uma cetoacidose diabética.

Apresentação

Claril Solução Oftálmica Estéril é apresentado em frascos plásticos conta-gotas contendo 15 ml.

Composição

Cada ml contém: cloridrato de nafazolina0,00025 g, maleato de feniramina 0,003 g. Veículo q.s.p. 1 ml.

Laboratório

Alcon Labs. do Brasil Ltda.

Remédios da mesma Classe Terapêutica

Cilergil, Maxicrom

Remédios que contém o mesmo Princípio Ativo

Clarivit, Claroft, Lerin, Multigen-al, Naricin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.