Princípio ativo: cisaprida

C1 – Receituário de controle especial em duas vias

Cispride
Classe terapêutica dos Antiacidos
Princípio ativo Cisaprida.

Como Usar (Posologia)

CISPRIDE deve ser administrado com um pouco de água, 15 minutos antes das refeições (café da manhã, almoço e jantar) e ao deitar, caso necessário. De acordo com a gravidade da situação, recomenda-se 5 ou 10 mg de CISPRIDE, três vezes ao dia, sob a forma de comprimidos ou de suspensão oral. Nos casos mais graves, como nas esofagites, é recomendável administrar 4 doses diárias, sendo a última ao deitar. No tratamento da constipação intestinal crônica, a dose diária (20 ou 40 mg) pode ser dividida em duas tomadas e o tratamento pode durar de dois a três meses para se obter maior efeito.

Contra-Indicações de Cispride

Nos casos de hipersensibilidade à cisaprida. O medicamento não deve ser administrado nos casos em que a estimulação da motricidade gastrointestinal apresente riscos, como nas oclusões orgânicas.

Precauções

Nos casos de insuficiência renal, assim como nos de insuficiência hepatocelular, é recomendável diminuir a dose diária pela metade. A posologia poderá ser adaptada posteriormente em função dos efeitos terapêuticos e da tolerância. É necessário cuidado especial nos casos em que a motilidade gastrointestinal aumentada venha a ser prejudicial. CISPRIDE não afeta a psicomotricidade, nem provoca sedação ou fadiga. Entretanto, a cisaprida pode acelerar a absorção de substância de ação central como os sedativos ou o álcool, potencializando os seus efeitos, quando a ingestão for conjunta. Nesses casos os pacientes deverão ser informados sobre os cuidados especiais em caso de direção de veículos ou manejo de máquinas e equipamentos de precisão. Gravidez: Embora os estudos em animais não tenham revelado efeitos teratogênicos, o uso de CISPRIDE em mulheres grávidas deve ser avaliado quanto ao beneficio em relação aos riscos potenciais para o feto, especialmente no primeiro trimestre da gravidez. Lactação: A excreção da cisaprida pelo leite materno é mínima, mas não se recomenda o uso do medicamento durante a amamentação.

Modo de Uso (Posologia) de Cispride

CISPRIDE deve ser administrado com um pouco de água, 15 minutos antes das refeições (café da manhã, almoço e jantar) e ao deitar, caso necessário. De acordo com a gravidade da situação, recomenda-se 5 ou 10 mg de CISPRIDE, três vezes ao dia, sob a forma de comprimidos ou de suspensão oral. Nos casos mais graves, como nas esofagites, é recomendável administrar 4 doses diárias, sendo a última ao deitar. No tratamento da constipação intestinal crônica, a dose diária (20 ou 40 mg) pode ser dividida em duas tomadas e o tratamento pode durar de dois a três meses para se obter maior efeito.

Apresentações

Caixa com 30 comprimidos de 5 mg. Caixa com 30 comprimidos de 10 mg.

Laboratórios SINTOFARMA S/A.

Indicações Terapêuticas

CISPRIDE é indicado em: Refluxo gastroesofágico. Esofagite por refluxo gastroesofágico. Distúrbios provocados pelo retardo no esvaziamento gástrico (gastroparesia), de origem idiopática ou conseqüente à neuropatia diabética, anorexia nervosa, vagotomia ou gastrectomia parcial. Síndrome da desconforto digestivo alto (dispepsia não-ulcerosa), com radiologia ou endoscopia negativa, cujas características são a sensação de saciedade precoce, plenitude pós-prandial, distensão abdominal, eructações em excesso, náuseas, vômitos e dor ou queimação epigástrica. Restabelecimento da motilidade prepulsora do cólon e, como tratamento de longo prazo, na constipação intestinal crônica.

Interações Medicamentosas

Ao provocar a aceleração do esvaziamento gástrico, a cisaprida pode modificar o grau de absorção e biodisponibilidade de outros fármacos administrados por via oral. Os fármacos de absorção gástrica podem ser menos absorvidos enquanto que a absorção através do intestino pode ser acelerada. A cisaprida aumenta a atividade dos anticoagulantes orais, resultando no aumento do tempo de coagulação. É recomendável controlar o tempo de coagulação uma semana após o inicio, e, uma semana após o término do tratamento com CISPRIDE, nos pacientes que recebam simultaneamente anticoagulantes orais. A posologia deve ser eventualmente adaptada, se necessário. A cisaprida aumenta a velocidade de absorção do diazepam e do etanol, potencializando os efeitos sedativos destas drogas. A cisaprida aumenta a velocidade de absorção dos bloqueadores H2. A biodisponibilidade da cisaprida é aumentada pelo tratamento concomitante com cimetidina ou ranitidina (inibição enzimática), e pela ingestão de etanol. A administração simultânea de antiácidos pode provocar a diminuição da absorção da cisaprida. Os efeitos de CISPRIDE sobre a motilidade gástrica são antagonizados, em grande parte, por anticolinérgicos. Nos pacientes com insuficiência hepática ou renal é recomendável reduzir a dose pela metade. Nos idosos, devido ao prolongamento moderado na velocidade de eliminação da droga, os níveis plasmáticos em situação de equilíbrio são, em geral, mais elevados. Todavia, as doses terapêuticas nos adultos jovens e nos idosos são as mesmas.

Laboratório

Laboratórios Sintofarma S.A.

Remédios da mesma Classe Terapêutica

Aldrox, Andursil, Antepsin, Antitermin, Asilone

Remédios que contém o mesmo Princípio Ativo

Cinetic, Cisapan, Enteropride, Prepulsid

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.