Princípio ativo: fenoterolBerotec
Classe terapêutica dos Aerosois e Broncodilatadores
Princípio ativo Fenoterol.

Indicações de Berotec

Tratamento sintomático de crises agudas de asma. Profilaxia da asma induzida por esforço. Tratamento sintomático da asma brônquica e outras enfermidades com constrição reversível das vias respiratórias, como bronquite obstrutiva crônica, enfisema e transtornos broncopulmonares (silicose, bronquiectasias, tuberculose, carcinoma bronquial) e na bronquite espástica da criança.
É interessante considerar a adoção de um tratamento antiinflamatório concomitante. Para eliminação do broncoespasmo agudo antes da aerossolterapia com secretomucolíticos, corticosteróides, soluções salinas fisiológicas e cromoglicato dissódico, para favorecer a penetração destas substâncias nas pequenas vias aéreas.

Efeitos Colaterais de Berotec

Em geral, BEROTEC é bem tolerado. Efeitos indesejáveis freqüentes, atribuídos a BEROTEC, são leves tremores dos músculos esqueléticos e nervosismo. Menos freqüentes são taquicardia, inquietação, vertigens, palpitações, fadiga, cefaléia (principalmente em pacientes hipersensíveis), sudorese, secura da boca e transtornos ventriculares do ritmo cardíaco ou moléstias pectanginosas.
Em casos muito raros foram observadas irritações locais ou reações alérgicas. Como com outros broncodilatadores foram observadas, em alguns casos, tosse e, excepcionalmente, broncoconstrições paradoxais. O tratamento com Beta-2-agonista pode ter como conseqüência uma hipocalemia potencialmente grave.

Apresentação

BEROTEC 100: Aerossol dosificador + Aerocâmera ®: Frasco com 10 ml (corresponde a 200 doses). BEROTEC 200: Aerossol dosificador + Aerocâmera ®: Frasco com 15 ml (corresponde a 300 doses). Gotas: Frasco com 20 ml. Xarope adulto: Frasco com 120 ml. Xarope pediátrico: Frasco com 120 ml. Comprimidos: Embalagem com 20 comprimidos.

Contraindicações

Hipertireoidismo, estenose aórtica subvalvular, sensibilidade a simpaticomiméticos, cardiomiopatia obstrutiva hipertrófica, taquiarritmias, hipersensibilidade ao bromidrato de fenoterol.

Interações Medicamentosas

O uso concomitante de nitratos pode reduzir o efeito terapêutico dos nitratos. O efeito de BEROTEC pode ser potencializado por beta-adrenérgicos, anticolinérgicos, derivados da xantina e corticosteróides. A administração concomitante de outros betamiméticos, anticolinérgicos de absorção sistêmica e derivados da xantina pode aumentar os efeitos colaterais.
Interações medicamentosas com expectorantes ou cromoglicato de sódio não são conhecidas.
O efeito broncodilatador de BEROTEC é potencializado pelo brometo de ipratrópio (Atrovent). Recomenda-se precaução especial no uso concomitante ou recente de inibidores da MAO. A administração simultânea de betabloqueadores pode causar uma redução potencialmente grave no efeito. BEROTEC pode reduzir o efeito hipoglicemiante de antidiabéticos. O uso com digitálicos glicosídios e levodopa aumenta o risco de arritmias cardíacas.

Modo de Uso

Comprimidos: Adultos: 1 a 2 comprimidos, 3 vezes ao dia. Crianças de 6 a 14 anos: 1 comprimido, 3 vezes ao dia. Xarope adulto: Adultos: 1/2 a 1 copo-medida (5 a 10 ml), 3 vezes ao dia. Crianças de 6 a 14 anos: 1/2 copo- medida (5 ml), 3 vezes ao dia. Xarope pediátrico: Crianças de 6 a 14 anos: 1 copo-medida (10 ml), 3 vezes ao dia. Crianças de 1 a 6 anos: 1/2 a 1 copo-medida (5 a 10 ml), 3 vezes ao dia. Crianças menores de 1 ano: 1/2 copo-medida (5 ml), 2 a 3 vezes ao dia.
BEROTEC xarope pode ser utilizado por pacientes diabéticos, sem restrições dietéticas. Gotas (1 ml = 20 gotas = 5,0 mg; 1 gota = 0,25 mg). Uso oral: Adultos: 10 a 20 gotas, 3 vezes ao dia. Crianças de 6 a 14 anos: 10 gotas, 3 vezes ao dia. Crianças de 2 a 6 anos: 5 a 10 gotas, 3 vezes ao dia. Crianças até 2 anos: 3 a 7 gotas, 3 vezes ao dia.

Superdosagem

Sintomas: Em caso de superdosagem podem ocorrer rubor facial, tremores das mãos, náuseas, fadiga, taquicardia, palpitações, cefaléia, aumento da pressão arterial sistólica, queda da pressão arterial diastólica, opressão, excitação e eventualmente extra-sístoles.
Tratamento: Após o uso oral, lavagem gástrica. Administrar sedativos, tranqüilizantes; em casos graves, medidas de tratamento intensivo. Como antídoto específico recomendam-se bloqueadores dos beta-receptores, se possível, bloqueadores dos beta-1-receptores; nos pacientes com asma brônquica deve-se considerar uma possível potencialização da obstrução brônquica e estabelecer cuidadosamente a dose.

Boehringer Ingelheim do Brasil Química e Farmacêutica Ltda.

Laboratório

Boehringer Ingelheim

Remédios da mesma Classe Terapêutica

Abrilar, Accolate, Aero-clenil, Aero-ped, Aerojet

Remédios que contém o mesmo Princípio Ativo

Duovent, Fymnal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.