Princípio ativo: sulfasalazinaAzulfin
Princípio ativo Sulfasalazina.

Indicações de Azulfin

Gastroenterologia: AZULFIN é indicado no tratamento da retocolite ulcerativa inespecífica; colite ulcerativa média ou moderada; como terapia adjuvante na colite ulcerativa severa; doença de Crohn.
Reumatologia: AZULFIN é indicado no tratamento da artrite reumatóide e da espondilite anquilosante. AZULFIN em comprimidos revestidos gastrorresistentes é indicado particularmente aos pacientes que não podem tomar comprimidos simples devido à intolerância gastrintestinal.

Efeitos Colaterais de Azulfin

As reações adversas mais comuns associadas à sulfasalazina são anorexia, cefaléia, náuseas, vômitos, distensão abdominal e oligospermia aparentemente reversível. Estas reações ocorrem em cerca de um terço dos pacientes.

Apresentação

Caixa com 60 comprimidos revestidos gastrorresistentes.

Composição

Cada comprimido revestido gastrorresistente de AZULFIN contém 500 mg da sulfasalazina.

Contraindicações

Hipersensibilidade a sulfasalazina, seus metabólitos, sulfonamidas ou salicilatos; em crianças abaixo de dois anos de idade; na obstrução urinária ou intestinal. Pacientes com porfíria não devem receber sulfonamidas, pois há relatos de que estas drogas podem precipitar um ataque agudo.
Gravidez: Estudos de reprodução realizados em ratas e coelhas com doses acima de 6 vezes a dose em humanos não revelaram evidências de alterações na fertilidade ou danos ao feto. Entretanto não há estudos adequados e bem-controlados em mulheres grávidas. O produto só deve ser usado nesses casos se a avaliação médica concluir que é absolutamente necessário.
Amamentação: As sulfonamidas são excretadas no leite materno. No recém-nascido elas competem com a bilirrubina pelos sítios de ligação com as proteínas plasmáticas e podem causar icterícia nuclear. Não se recomenda o uso da sulfasalazina durante a amamentação.
Pediatria: Não foram estabelecidas a segurança e a eficácia da droga em crianças com idade inferior a dois anos.
Geriatria: Nos idosos, a possível ocorrência de reações adversas severas exige observação e avaliação cuidadosa do estado geral do paciente e controle freqüente durante o tratamento.

Interações Medicamentosas

Foi relatada diminuição da absorção de ácido fólico e de digoxina quando administrada concomitantemente com sulfasalazina.

Modo de Uso

Doses usuais: Tratamento inicial: Iniciar com 3 a 4 g diários em doses divididas igualmente. Em alguns casos é mais prudente iniciar o tratamento com dosagem menor, por exemplo 1-2 g diários, para diminuir efeitos gastrintestinais adversos. Se as doses diárias necessárias para alcançar os efeitos desejados excederem 4 g, deve-se considerar o risco aumentado de toxicidade. Tratamento de manutenção: 2 g diários.

Laboratório

Apsen Farmacêutica

Remédios que contém o mesmo Princípio Ativo

Salazoprin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.